domingo, 1 de maio de 2011

(in) consequencias

Sou uma daquelas pessoas que se casaria numa igrejinha na beira da estrada...
Com alguém que conheci na beira da estrada...
Que diria não no altar...
Que pediria divórcio no dia seguinte...
Que sumiria na mesma semana...
Que viveria feliz num flet, amando quem me amasse, dividindo o pote de sorvete e brigando por causa do cachorro...
Capaz de amar agora e odiar no próximo segundo...
Capaz de perdoar a pior traição para não ficar só...
Capaz de recordar o erro mais tolo pra me livrar de alguém...
Sempre convicta de meus sentimentos e sempre duvidando da sombra de meus atos, se são frutos da minha impulsividade e intensidade...
Dificilmente paro pra pensar. Eu penso enquanto corro com pressa não sei do que e com medo de chegar onde quero.

2 comentários:

  1. Viva o hoje, sinta o ontem e nem espere do futuro. Faça-se o que quiser ser. Gostei do texto.

    ResponderExcluir